Postado por Equipe Datamed em dezembro 30, 2020 19:44 Blog, Nota Técnica, Produtos
5 dicas para conservar seus equipamentos laboratoriais e hospitalares

Você sabe preservar a saúde dos seus equipamentos? 

MANUTENÇÃO
Programe a manutenção preventiva de seu equipamento de acordo com o uso do mesmo e com as recomendações do fabricante. Lembre-se que quanto mais severo for o uso menor o tempo entre as preventivas. A severidade de uso depende do tipo de equipamento. Em uma centrífuga, quanto mais ciclos forem realizados, mais severo é o uso. Para um freezer, quanto mais aberturas de portas e carregamentos de materiais, mais se exige do equipamento. As manutenções preventivas garantem que seu equipamento não vai parar e nem te deixar na mão quando mais precisar dele, além de garantir que ele proporcionará os resultados adequados e precisos em todas as utilizações.

CONDIÇÕES DE INSTALAÇÃO
A temperatura ambiente é muito importante. Consulte sempre as indicações do fabricante quanto às condições ambientais antes de instalar ou mesmo para os equipamentos que já estão em uso. Essa dica é importante para os Freezers, Refrigeradores ou Ultra Freezers, mas não se deve descuidar de quaisquer outros equipamentos refrigerados, como Centrifugas ou Shakers. Temperaturas próximas à 20°C +-2°C são sempre recomendadas para uma melhor performance e para aumento de vida útil.

VENTILAÇÃO
Falando em temperatura, nunca subestime o poder da boa ventilação. Os fabricantes sempre recomendam distanciamento mínimo entre equipamentos e não é à toa. A ventilação promove a correta troca de calor entre as partes aquecidas do equipamento, como um motor, circuitos eletrônicos ou mesmo os condensadores dos sistemas de refrigeração e o ambiente. Sem o correto distanciamento entre os equipamentos e obstáculos à sua volta, o ar quente terá dificuldade de sair e o resultado é um sobreaquecimento. Ao longo do tempo isso se traduz em ineficiência do equipamento ou mesmo danos em componentes, tais como os circuitos eletrônicos.

ENERGIA ADEQUADA
Cuide para que o fornecimento de energia seja de qualidade. Boa parte dos defeitos que encontramos em equipamentos foram causados direta ou indiretamente por uma rede elétrica inadequada. Oscilações ou flutuações bruscas da rede elétrica, sobrecargas causadas por muitos equipamentos ligados à um mesmo circuito elétrico, fiação e dispositivos de proteção mal dimensionados são exemplos de problemas que podem afetar seus equipamentos. Nem sempre é necessária a instalação de um estabilizador na rede, ações simples como evitar o uso indiscriminado de extensões elétricas, adaptadores ou os famosos “Benjamins” já ajudam a proteger seu equipamento. Consulte sempre um profissional capacitado antes de fazer alterações na rede elétrica, ele poderá mostrá-lo como proteger seu laboratório e fornecer energia de qualidade para seus equipamentos.

AJUDA PROFISSIONAL
Não coloque a sua segurança e a do seu equipamento nas mãos de um profissional que não tenha capacitação para realizar manutenções ou calibrações. Você com certeza já ouviu a frase “o barato sai caro” e ela se aplica muito bem aqui. Economizar é o desejo de todos, mas não deixe de lado a qualidade na prestação de serviço. Técnicos treinados pelo fabricante, que possuem as ferramentas corretas e utilizam peças originais, garantem que os serviços prestados estarão em conformidade com as boas práticas e com o que é preconizado pelo fabricante para seu equipamento, isso se traduz em segurança para você e para seu equipamento e também em economia a longo prazo.

texto original Datamed

E ai, ficou com alguma dúvida? Entre em contato conosco!

 

Quero entrar em contato

 

Deixe um comentário